Cuidado: seu cérebro pode estar tentando sabotar você

Uma razão pela qual eu não tinha sucesso em alcançar minhas metas era porque eu não as planejava.

Isto pode soar um pouco básico demais para a maioria dos ouvidos, mas planejar as metas é muito mais do que simplesmente produzir um gráfico de Gantt.

Planejamento é o lado racional da ação.

Agir, de fato, é:

  1. escolher entre uma série de possibilidades aquela que queremos realizar;
  2. determinar o momento (imediatamente ou mais tarde) em que daremos início à ação; e
  3. definir a intensidade com a qual desejamos agir.

Planejamento então é racionalizar a ação colocando no papel a possibilidade escolhida, o momento e a intensidade.

Sem o conhecimento disto, a maioria das pessoas age por reflexo, não por ação.

Elas estão em movimento, atuando, mas não necessariamente agindo.

Reflexo é uma reação automática, imediata e constante a um estímulo, é o caminho mais curto e menos arriscado para se colocar em movimento.

Cérebro sem dono, vida em reflexo

Por mais que você deseje algo, isso não se torna uma realidade para o seu cérebro logo assim que você deseja.

A menos que você faça um planejamento, seu cérebro irá te sabotar, agindo conforme os resultados obtidos com experiências anteriores que ele viveu. Ponto.

Afinal de contas, o cérebro foi constituído para proteger a vida do corpo pelo maior tempo possível, não para se expor a riscos.

Para fazer com que o seu cérebro passe a funcionar de outra forma, ou melhor, a seu favor, obedecendo os desejos do seu comandante (você) é necessário uma reprogramação.

Uma reprogramação que faça com que ele absorva as estratégias, o momento e a intensidade das suas decisões de modo a tirá-lo do reflexo e pô-lo em ação.

Por muitas e muitas vezes eu me peguei desejando uma viagem e nunca colocando no papel os passos necessários para conseguir realizar esse desejo.

Resultado: não acontecia o que eu desejava e eu lamentava a minha falta de comprometimento com meus próprios sonhos.

Eu me autossabotava.

Um antídoto para a Autossabotagem

Você precisa reprogramar o seu cérebro se quiser concluir qualquer coisa que esteja desejando.

Agora que você aprendeu o que é ação, reflexo e planejamento, tem uma melhor noção do que aconteceu com os seus sonhos até agora.

A sua estrutura familiar, a vida que você esteve sempre acostumado a ter e os seus hábitos, foram e são fortes influenciadores do seu cérebro contra você.

Essas coisas fortaleceram o seu cérebro a permanecer no mesmo lugar, fazendo as mesmas coisas de sempre, mas ao mesmo tempo preservando a sua vida (o mais importante para ele).

Se você não consegue concluir seus objetivos, metas, desejos e sonhos, pode ser um sinal de que o seu cérebro está agindo contra você.

Reprograme o seu cérebro impondo-se pequenas metas para que ele se acostume a fica sob o seu comando e verificando que tudo está bem desse jeito.

Você pode por exemplo, dirigir os seus olhos para um desejo pequeno de final de semana, como ir até um parque da sua cidade e tomar um sorvete por lá, algo que você goste e que mereça o seu esforço.

Daí, você calcula quanto será o seu gasto nesse passeio (R$ 20, R$ 50 ou R$ 100) e se compromete de nos cinco dias úteis da semana a juntar uma parte desse dinheiro diariamente em um pote próximo a sua cama.

É algo simples, mas que se você cumprir, mostrará para você e para o seu cérebro que funciona.

Se você não conseguir cumprir isto, diminua os valores e os objetivos, porque a intenção aqui é concluir qualquer coisa que envolva desejo e planejamento de ação.

Conforme você for ganhando a confiança do seu cérebro tudo ficará mais fácil e você, pouco a pouco, se imporá mais desejos e metas.

Não permita mais que o seu cérebro continue a sabotar você.

“Após a filosofia, a ação é indispensável.” ~ Vitor Hugo, ativista pelos direitos humanos francês. (Tweet Isso)


Conteúdo extra: baixe o livro Como Investir Começando do Zero e inicie a sua jornada de forma inteligência rumo a independência financeira.