Bandido bom é bandido morto?

  • Você acredita que bandido bom é bandido morto?
  • Acredita que matar quem cometeu um crime melhoraria a sua vida?
  • Confia fielmente na ideia de que matar um criminoso resolveria os problemas da sociedade?

Já passava das onze horas da noite quando sua filha passando por uma rua escura é roubada, estuprada e morta por um homem preso algumas esquinas depois do local do crime.

A dor que você sente e que todos nós sentimos é terrível.

Dá vontade mesmo de matar.

(Se olharmos essa situação pelo nosso umbigo.)

Pessoas “de bem” dizem não querer violência, mas em alguns casos admite poder tolerá-la.

Afinal, uma pessoa que fez tão mal às outras merece sofrer, passar vergonha e até ser assassinada.

O que só incita mais violência e mais olhares restritos sobre um problema que deveria ser tratado como amplo.

É fácil para mim não roubar.

Afinal, sou homem, branco, hétero, classe média e fui criado por dois pais presentes onde ninguém era viciado em qualquer tipo de droga e que trabalharam para me dar a melhor educação que acreditavam como certa.

Agora, como comparar minhas escolhas às de uma mulher, negra, homossexual, classe baixa, criada na rua em um lugar sem saneamento básico ou por pais drogados e sem nenhum acesso a qualquer tipo de educação?

Qual a probabilidade do primeiro tipo de pessoa se tornar um criminoso em comparação à outra?

E isto é só alguns dos vários nuances presentes na nossa sociedade, pois mesmo aqueles que pertencem a elite da sociedade (sim, a sociedade não é pasteurizada), mesmo tendo acesso a uma educação de “alto nível”, não tem na sua formação o ensino daquilo que é essencial para manutenção da sua vida futura.

  1. Acompanhamento psicológico desde a infância para falar sobre seus traumas, crenças e medos.
  2. Aconselhamento amoroso para auxiliar na condução de um relacionamento afetivo sadio no futuro.
  3. Educação financeira para enxergar o dinheiro de um modo mais inteligente para não se tornar somente um pagador de contas.
  4. Cidadania e política para formar uma pessoa que participa da vida da sua cidade e do seu país fazendo melhores escolhas políticas.

Enquanto isso não se ensina nem nas melhores escolas, quem tem mais acesso aos itens da educação acima e é capaz de fazer melhores escolhas na vida é a elite que geração após geração desde que o mundo é mundo vem se instruindo para gerar pessoas mais capazes de viver melhor que as anteriores.

O que quero dizer com isso tudo é que não é possível comparar dois extremos da vida.

Assim como não se pode olhar um crime apenas pelo ponto de vista individual do criminoso ou da vítima.

Um crime cometido é sempre uma doença da sociedade que de alguma forma não se capacitou para abraçar todos os nuances dela.

Em uma sociedade perfeita, o próprio criminoso seria capaz levar-se a julgamento e a condenar-se sem que para isso fosse necessária qualquer outra autoridade que não ele mesmo.

Utopia? Quem sabe…

 

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

CONTEÚDO POR E-MAIL

Digite o seu e-mail abaixo e receba semalmente artigos, vídeos e dicas direto no seu e-mail

Anteriores

Cegos do olho do outro

Próximo

A lição de Chapecó

6 Comentários

  1. Magda

    EU ACHO EXATAMENTE ISTO .MATOU ,MORRE.ESTUPROU, MORRE.ASSALTOU MORRE.NÃO TENHO A MENOR PENA DE BANDIDO E NEM DE SEUS APOIADORES.COMO DIREITO DOS MANOS.PARTIDOS DE ESQUERDA COMO PT,PSOL, PC DO B,QUE SÂO O CANCER DA SOCIEDADE.BANDIDO DEVERIA MATAR MAIS BANDIDOS E INCLUIR ALGUNS POLITICOS TAMBEM.FICO TRISTE QUANDO MATAM PAIS DE FAMILIA.ESTUPRAM ,ISTO SIM ME CAUSA PROFUNDA TRISTEZA.

  2. Magda

    Queria ver se você teria este risinho cínico e falso nesta sua cara, se seu amigo ou parente chegasse em casa depois do trabalho de repente um “dimenor” voasse nele para assaltar seu celular , e pasme o “SANTINHO”, puxa a arma e dá um tiro na cabeça dele e ele morre na hora, POIS É ACONTECEU COM MEU VIZINHO ESTE SIM PAI DE FAMÌLIA TRABALHADOR, que merecia viver pois tinha filhos para cuidar.É graças a gente COMO você que protegem a BANDIDAGEM que o BRASIL ESTÁ DESTE JEITO; Assassino,estuprador e pedófilos não merecem viver NÂO. Nos EUA esta escória ou vai para prisão perpetua ou vai para o corredor da morte, seja de que idade for e lá não tem DH,OAB e gente como vc para piar não. Deveria ter uma lei que desse aos apoiadores da bandidagem a custodia dos BANDIDOS com a missão de ressocializa-los. Realmente você é muito fora da caixa. Levo um desses e poe para sua casa.

    • Quem me dera eu tivesse a competência para apoiar um projeto de ressocialização como esse agora, mas estou caminhando dentro do meu propósito como escritor e pensador de fazer propostas para uma sociedade tão violenta como o seu comentário que já começa me agredindo. Por quê agredimos tanto? Um grande abraço Magda e obrigado por compartilhar seu pensamento.

  3. Magda

    Comece visitando hospitais que estão piores que presídios,onde pessoas de BEM ,PAGADORES DE IMPOSTOS,TRABALHODORES HONESTOS,morrem na fila esperando atendimento,outros ficam deitados no chão.Morre mais de 60 pessoas por dia por falta de atendimento médico.Tamanho descaso pela saúde do brasileiro.Visite escolas para ver as condições onde nossas crianças estudam, tem local que nem merenda tem.Tamanho descaso com nossa educação.Mas estes casos não dão ibope né,não da matketing internacional,não chama atenção dos DH OU OAB.O que interessa mesmo são os assassinos,traficantes,marginais que são os coitadinhos,as vítimas do sistema.Esses sim são importantes.Pois dão ibope.

  4. Magda

    Tomara que estas facções comecem uma guerra entre si,e que uma engula a outra,assim pouparemos nossos bravos policiais e acabariam eles mesmo com a badidagem.Assim a sociedade de” bem “, ficariam em paz.E não teria espaço para simpatizantes de monstros marginais.

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por DoutorWP