Categoria: Tempo & Produtividade (Página 1 de 2)

Disciplina Para Indisciplinados: O Guia Completo

Você sabia que pessoas que não tem disciplina sofrem mais de descontrole financeiro?

Uma pesquisa encomendada pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) mostra que pessoas que têm hábitos como estudar na véspera de provas ou chegar atrasadas em compromissos tendem a poupar menos e a ficar mais no vermelho em relação às pessoas mais disciplinadas.

Segundo o SPC, apenas 24% das pessoas estudam diariamente, planejam todas as tarefas diárias, sempre chegam no horário estabelecido e seguem suas metas.

A maior parte delas sucumbe às distrações do dia-a-dia e colocam em risco a conquista dos seus sonhos.

Ter disciplina não é algo fácil, mas também não é algo difícil, pois de certa maneira até quem chega atrasado em todos os seus compromissos é disciplinado…

Disciplinado em chegar atrasado. 🙂

“Para vencer, você não precisa ser o mais inteligente. Só precisa ser o mais disciplinado.” ~ Warren Buffett

disciplina física

O que é disciplina…

Disciplina é a capacidade de se manter focado nas tarefas para concretização de uma determinada meta sem se desviar ou perder a motivação.

Eu costumo dizer que disciplina é a capacidade de se manter obediente à si mesmo.

É executar tarefas que você mesmo determinou para si de forma rítmica e cadenciada sem se distrair.

Imagine-se caminhando em uma estrada.

Você está só com a roupa do corpo, caminhando há algumas horas sob o sol quente.

No final dessa estrada você consegue visualizar um pequeno posto de gasolina com uma loja de conveniência onde você poderá fazer um lanche, tomar água e descansar.

O que o levará a chegar neste objetivo?

Resposta: Cada um dos seus passos.

Disciplina precede a conquista de objetivos.

O que aconteceria se você se distraísse e fosse olhar as árvores que beiram à estrada?

Você conquistaria o seu objetivo em um prazo maior do que se continuasse caminhando em direção a ele sem parar.

Ou talvez sequer conseguiria chegar no destino.

Qualquer pessoa que já tenha vencido na vida vai te mostrar que foi a disciplina de fazer sempre a mesma coisa todos os dias na direção de um objetivo que a levou ao sucesso.

O piloto brasileiro Ayrton Senna ficou famoso e ganhou fortuna na Fórmula 1 por causa da sua incrível capacidade de fazer as coisas acontecerem através da disciplina de seus treinos.

Warren Buffett, o segundo homem mais rico do mundo e maior investidor do planeta, diz que o fato de não se deixar persuadir pelas pressões do mercado foi o que o deixou multibilionário.

Disciplina é fazer, fazer e fazer, dia após dia, semana após semana, a mesma coisa para alcançar um determinado objetivo.

tocando violão
Eu gosto muito de tocar violão.

É algo que me acalma e que me deixa mais relaxado.

Particularmente sou um admirador das músicas do Djavan e até bem pouco tempo era incapaz de tocar músicas que tivessem mais de cinco ou seis notas.

Quem entende de música sabe que as músicas do Djavan são bastante complicadas para alguém em fase iniciante.

Entretanto, depois de estar treinando diariamente músicas no violão me tentei a pegar uma música do Djavan para tocar.

Foi incrível perceber que boa parte da dificuldade havia sumido e que depois de quatro dias eu já estava tocando uma música inteira do meu ídolo porque decidi investir algumas horas do meu dia nisso.

Você pode alcançar qualquer meta que desejar.

Qualquer uma, desde que assuma o compromisso sincero de se colocar à serviço dessa conquista.

fracasso de disciplina

Porque a maioria das pessoas falham?

Para mim, existem três razões principais para as pessoas não se tornarem disciplinadas e consequentemente não conquistarem aquilo que desejam:

  1. Escolhem uma meta que não pertence a elas.
  2. Se deixam distrair facilmente.
  3. Não criam uma agenda para seguir.

Primeiro, a maioria das pessoas costuma escolher uma meta que não faz totalmente sentido para elas.

Vou dar um exemplo.

Muitas pessoas acreditam que se tivessem mais dinheiro seriam mais felizes e por causa disso começam a pesquisar informação sobre ideias de negócio lucrativas ou outras formas de conseguir uma renda extra.

Essas pessoas compram livros e cursos e frequentam grupos de pessoas com esses mesmos interesses.

Só que acabam se perdendo no meio do caminho porque não sentem o menor tesão em fazer aquilo.

Para conseguir ser disciplinado, você precisa primeiro escolher aquilo que você gosta de fazer e que sente tesão.

Escolher uma meta pela qual você não tem o menor tesão é certeza de fracasso.

Ao invés de melhorar a cada dia, você acabará encontrando uma desculpa para não fazer aquilo que precisava ser feito por você.

A segunda razão para as pessoas não conseguirem ser disciplinadas é que elas se distraem facilmente das suas metas.

Pegando gancho na razão anterior, elas escolhem algo que não as realiza como pessoa para perseguir e depois acabam se distraindo em frente à televisão ou nas redes sociais consumindo conteúdo mais interessante que suas próprias metas.

Para conquistar aquilo que desejamos precisamos trocar o futuro pelo presente, dizendo não a algumas distrações disfarçadas de oportunidades incríveis para alcançar nossos objetivos no futuro.

No artigo anterior eu falo sobre o medo de perder oportunidades e como isso influencia negativamente a nossa vida.

Se você se determina a perseguir uma meta e manter-se em um caminho, precisa dizer não às distrações.

Do contrário estará sempre preso ao que o mundo impõe a você.

“Demore o tempo que for para decidir o que você quer da vida, e depois que decidir não recue ante nenhum pretexto, porque o mundo tentará te dissuadir.” ~ Friedrich Nietzsche

Siga a sua própria agenda e pare de seguir a agenda dos outros.

Sem uma agenda de trabalho, com um planejamento diário e semanal do que precisa ser feito, acabamos nos perdendo nas distrações.

Quando você tiver a sua agenda nas mãos, não aceite fazer nada além daquilo que você se propôs.

Ser disciplinado, está muito mais ligado à habilidade de dizer não do que efetivamente estar disposto a diariamente fazer algo.

disciplina para emagrecer

Como emagrecer, juntar dinheiro e correr uma maratona sem se sacrificar

Eu recentemente entrei em uma dieta para ganhar peso.

Desde o Natal eu venho me concentrando diariamente a cumpri-la para subir 20 quilos na balança.

Do final do ano passado até aqui, já consegui aumentar sete quilos e o que percebi nesse monitoramento semanal do peso é que devemos dar atenção máxima a tudo que fazemos diariamente se quisermos alcançar um objetiv.

Todos os dias eu me lembro de tomar minhas vitaminas no horário certo e comer de duas em duas horas.

Na semana em que não fiz isso direito, meu peso ficou estável.

Ou seja, para você conquistar aquilo que você quer (emagrecer, ganhar peso, juntar dinheiro ou correr uma maratona), você precisa:

  1. Conhecer a sua meta
  2. Entender o que precisa ser feito para atingi-la
  3. Ter um mecanismo para medição do seu progresso
  4. Se esforçar para alcançá-la diariamente

Muitas pessoas acreditam que falharam em algo porque não conseguiram conquistar aquilo que pretendiam no tempo que achavam que conseguiriam.

Isso é frustrante ao mesmo tempo que equivocado.

Se você quer emagrecer, ganhar peso, juntar dinheiro ou correr uma maratona, basta apenas que você saiba qual é a sua meta e possa conferir se está progredindo ou não para alcançá-la.

Talvez você ainda não tenha perdido a quantidade de peso que queria, engordado o quanto desejava, juntado o dinheiro que precisava ou corrido a maratona que sonhava, entretanto, se você tiver feito progressos, sejam eles quais forem, você se motivará a permanecer nos trilhos.

disciplina nas artes marciais
Quando eu comecei a treinar jiu-jitsu eu mal sabia ficar de pé.

Qualquer rasteira me derrubava e qualquer solavanco me levava para o chão.

A diferença entre o eu de hoje e o eu de ontem no jiu-jitsu é ridícula (às vezes eu até mesmo pioro), mas a diferença entre o eu de hoje e o eu de três anos atrás é drástica.

Só o fato de não obstruir a sua meta com distrações já pode servir de motivação para que você continue se empenhando.

Vamos imaginar que você queira ser dono do seu próprio negócio, mas você ainda está trabalhando para outra pessoa e pegando horas de engarrafamento para chegar ao trabalho e voltar para casa.

Você tem todo o direito de odiar isso enquanto não estiver fazendo algo para modificar a sua situação, mas a partir do momento que você começa a utilizar o tempo que passa na condução para estudar sobre empreendedorismo, você não tem mais direito a odiar essa rotina, pois ela está te possibilitando calcular os seus passos à frente do seu próprio negócio.

O que eu quero dizer com tudo isto é que para alcançar os seus objetivos você só precisa encontrar um ritmo que te leve ao encontro dele, com atividades diárias que se executadas com tranquilidade e paciência, te levarão para a conquista dos teus almejados sonhos.

Ponto. É isto.

ayrton senna exemplo de disciplina

Como se tornar uma pessoa disciplinada de uma vez por todas

Primeiro, não queira resolver todos os seus problemas da noite para o dia.

Eu também me arrependo de não ter tido tamanha lucidez sobre a vida, negócios e carreira quando tinha 18 anos, mas provavelmente foi a quantidade de erros que eu cometi que me possibilitaram ter a maturidade que tenho hoje.

Não existe isso de estar velho demais para começar.

“Não se preocupe com o fracasso. Você só precisa acertar uma vez para ter sucesso.” ~ Drew Houston

Ao invés de assumir inúmeros compromissos para tentar resolver tudo de uma só vez e tentar acelerar a conquista daquilo que deseja, empenhe-se em começar fazendo pouco para sentir a gratidão por ter realizado algo.

Todos os dias comece com uma coisa obrigatória que você deve fazer para alcançar o seu objetivo e empenhe-se a realizá-la.

Pode ser uma mudança nos seus hábitos alimentares ou mesmo uma reserva diária de uma certa quantidade de dinheiro em um potinho.

Você sabia que juntando apenas um real por dia, é possível acumular R$ 1.378 no final do ano?

Neste desafio de 52 semanas, você aprende como acumular pouco mais de R$ 1.000 em um ano poupando um pouco de dinheiro semanalmente.

Focar em atividades pequenas que te coloquem no trilho daquilo que você deseja é o melhor que você fazer por aquilo que você quer.

Mais uma vez, reforço que você já deve estar disciplinado a fazer algumas coisas como ligar a televisão quando chega em casa, parar na panificadora para tomar uma cerveja às sextas-feiras ou comer mais do que deveria nos finais de semana.

Tudo o que você precisa para ter mais disciplina é apenas diminuir as suas expectativas em relação aos seus sonhos para poder efetivamente cumprir pequenas tarefas.

Exemplos de atividades boas para indisciplinados

  • Emagrecer: trocar a janta por um prato de salada ou trocar o lanche da tarde por uma fruta.
  • Ganhar peso: comer algo de duas em duas horas.
  • Juntar dinheiro: colocar todos os dias uma moeda de R$ 1 em um pote ou fazer o desafio das 52 semanas.
  • Correr uma maratona: correr todos os dias 50 metros a mais que no dia anterior até estar correndo a quantidade de metros da maratona.

Espero que você tenha entendido o objetivo deste artigo e compreendido que disciplina é fazer o que precisa ser feito, todos os dias, incansavelmente e sem distrações.

Se achou este artigo útil, espalhe ele nas redes sociais e acrescente o seu comentário abaixo caso tenha alguma dica não passada aqui para os próximos leitores.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

O exercício mental definitivo para você cumprir metas (rápido)

É cada dia mais comum assumirmos mais responsabilidades e termos que lidar com muitas tarefas diárias que nos deixam sem tempo para exercer o poder que precisamos sobre a nossa vida, cumprir nossas metas e realizar nossos sonhos.

Apesar disso continuamos perseguindo o sonho de viver uma vida livre de preocupações e longe de atividades chatas que “precisam” ser feitas.

Como então continuar realizando tarefas “chatas” e ao mesmo tempo ir em direção aos nossos sonhos?

Separe um caderno novo e caneta que no artigo de hoje você vai aprender o exercício mental que desenvolvi para conseguir dar cabo de todas as minhas responsabilidades, incluindo este blog, minhas empresas e quatro crianças.

Quais são suas dez principais metas?

Sua primeira tarefa é escrever na primeira folha do caderno que você comprou suas dez principais metas.

Podem ser metas de curto, médio ou longo prazo, não importa.

O importante mesmo é que você liste dez metas para ativar a sua criatividade.

Mas lembre-se: metas precisam ser alcançáveis, rastreáveis e tangíveis.

Ou seja:

  • viável de ser alcançada e não algo totalmente fora das suas capacidades atuais;
  • rastreável de maneira a lhe permitir aferir o seu progresso enquanto vai na sua direção; e
  • palpável de modo que seja possível você avaliar se conseguiu ou não alcançá-la.

Faça uma pergunta poderosa para suas metas

Qual dessas metas traria mais benefícios para a minha vida se fosse concluída hoje?

Escolha apenas uma meta, lembrando que você não deve pensar se terá tempo ou dinheiro para alcançá-la.

O objetivo desta pergunta é verificar qual das metas listadas no papel é aquela que lhe traria mais benefícios concretos se de alguma forma (um gênio da lâmpada, sei lá) você conseguisse concluí-la hoje.

Escolha apenas uma das metas.

Crie um turbilhão de ideias

Na outra folha do caderno, faça uma lista de 20 soluções possíveis para concluir esta meta sem se importar novamente com tempo ou dinheiro.

Imagine simplesmente que você dispõe de todos os recursos do mundo neste momento!

Também não se preocupe com os problemas que podem ser causados pelas suas soluções.

Apenas crie soluções deixando toda a sua criatividade sair da mente até chegar a vigésima ideia poderosa e criativa.

Pense, repense e escreva uma a uma as suas soluções, pois é muito provável que as melhores apareçam somente após a décima quinta ou até mais.

Faça uma pergunta poderosa para as suas ideias

Agora vem a chave desse exercício, pergunte a essas vinte ideias o seguinte:

Qual dessas idéias podem ser colocadas em prática já amanhã?

Passe os olhos por toda a lista e procure por aquela ideia mais fácil e simples ou então procure por aquela que pode ser delegada a outra pessoa.

Você pode sentir um friozinho na barriga por ver que amanhã já está logo ali, mas também irá sentir um alívio quando verificar que existe sim uma tarefa muito fácil que pode ser colocada em prática amanhã e que pode te colocar na direção dos seus objetivos, metas, desejos e sonhos.

Ligue o piloto automático

Coloque este exercício em modo contínuo, loop infinito e modo automático.

Agora que você sabe qual a sua meta prioritária e qual tarefa você pode executar amanhã, implemente um ciclo contínuo desse exercício até que cada meta listada tenha sido concluída.

Ou seja, escolha tarefas que possam ser realizadas em um só dia para cada meta que estabeleceu até que a meta seja concluída.

Caso, uma tarefa seja grande demais, quebre-a em tarefas menores que possam ser executadas em um dia apenas.

Fazendo este exercício de modo automático e contínuo, Você sentirá como se estivesse correndo uma maratona, mas de tão focado e empolgado em ter dado o primeiro passo, passará a fazer um filtro de toda a sujeira que o impedia de prosseguir e certamente perseguirá com mais afinco seus sonhos.

“Todo bom desempenho começa com objetivos claros.” ~ Ken Blanchard, autor de O Gerente Minuto. (Tweet Isso)

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

Improdutivo!? 10 dicas da ciência para superar a procrastinação

A procrastinação tem sido amplamente estudada por psicólogos, provavelmente porque eles os melhores procrastinadores do mundo próximos a eles: estudantes.

Entretanto, nos dias atuais, não são só os estudantes que costumam deixar tarefas para a última hora em troca de mais alguns momentos conversando com os amigos, namorando ou jogando; técnicos, administradores e toda a sorte de profissionais sofrem deste mal que hoje afeta grande parte da sociedade.

Para ajudar aqueles que se sentem desmotivados e improdutivos, fiz uma adaptação e tradução livre deste artigo do PSYBLOG que, baseado na ciência, elaborou 10 dicas para superar a procrastinação.

“Procrastinação é decidir ir, querer ir, ter de ir, mas ficar se enrolando nas despedidas.” ~ Asmóteles de Pléon (Tweet Isso)

1. Comece aquilo que for mais fácil começar

A primeira dica é simplesmente começar aquilo que for mais fácil ao invés de focar naquela tarefa mais difícil.

É muito comum focarmos nas tarefas maiores porque elas são um problema realmente grande, mas ao fazermos isso, acabamos nos desmotivando e deixando de lado outras pequenas tarefas que poderiam estar sendo concluídas enquanto a tarefa “bicho papão” não chega nas nossas mãos.

Quando um lutador entra no ringue para enfrentar outro lutador, ele simplesmente não sai de casa e sobe no ringue para enfrentá-lo. Ele treina bastante antes da luta e se motiva para subir no ringue com certeza de que dará o seu melhor.

Se você tem uma tarefa gigante para fazer, treine concluir as tarefas menores antes dela para motivar-se a concluir aquela que é maior.

2. Das menores, faça qualquer uma

Talvez na sua lista de tarefas estejam anotadas um milhão de tarefas pequenas, todas fáceis de concluir, e você gasta seu tempo refletindo sobre qual iniciar primeiro. Não faça isso!

Muito planejamento também é um sinal de procrastinação.

Quando me sinto desmotivado para publicar um artigo, às vezes começo com aquilo que é mais fácil primeiro sem seguir um roteiro específico. Às vezes começo a escrever o título do artigo ou às vezes inicio o trabalho escolhendo a foto que o ilustrará.

O objetivo é fazer as tarefas começando por onde quer que seja, desde que comece.

3. Esteja atento as desculpas

Ok, agora que você já leu as duas dicas anteriores, provavelmente sua mente está infestada de desculpas.

Fique atento as desculpas quando elas começam a surgir para que não se tornem enormes.

Aqui estão algumas das desculpas que os psicólogos apontaram serem o estopim de um fluxo de procrastinação:

  • Não estou com vontade de fazer.
  • Estou trabalhando muito sobre pressão.
  • Essa tarefa é rápida, consigo deixar pra depois.
  • Estou meio doente, enjoado ou com dor de cabeça hoje.
  • Não gosto simplesmente de sair fazendo. Tem que ficar perfeito.

Você se reconheceu em alguns destas desculpas? Fique tranquilo, pois você não está sozinho.

Esta dica é para que você possa apenas reconhecer que as desculpas fazem parte do problema (procrastinação) e que você precisa estar atento a ela no momento que elas surgirem.

Fique atento a qualquer coisa como os exemplos acima que surgirem na sua cabeça, etiquete-os como desculpa e pronto. Tudo isso é muito natural, mas é preciso reconhecer que isto está impedindo você de conquistar os seus objetivos e de se sentir mais motivado para viver.

4. Atribua um valor para as tarefas

Uma das grandes causas da procrastinação é simplesmente não dar valor suficiente as tarefas. Afinal, se nós não damos tanta importância para elas porque devemos nos motivar para conquistá-las?

Além disso, tem também o problema de algumas delas não serem tão prazerosas, mas precisarem ser executadas, como é o caso das tarefas ligadas à limpeza, eleita a rainha dos procrastinadores.

Dê valor para as tarefas baseando-se no impacto que a conclusão de cada uma delas terá na sua vida.

Lavar a louça da pia quando uma visita está prestes a chegar na sua casa é mais importante do que publicar aquele artigo para o seu blog naquele momento. Da mesma forma que iniciar um projeto que há tempos aguarda na gaveta hoje mesmo tem maior importância que decidir que camiseta você irá comprar no próximo mês.

Coloque “peso” nas tarefas que você tem que fazer que rapidamente você irá perceber uma melhor precisão da sua parte na hora de decidir qual delas irá atacar primeiro.

produtividade-cachorro-soneca

5. Aceite a procrastinação na sua vida

Algumas pessoas nasceram procrastinadoras. Fato.

Estas pessoas se distraem facilmente, são impulsivas e possuem um baixo auto-controle.

A notícia ruim é que não dá para mudar o nosso DNA, mas a boa notícia é que você pode mudar o ambiente.

Você pode fazer alterações no seu ambiente diminuindo as distrações e as tentações para procrastinar de um modo geral, pois ela tende a “atacar” quando você para e pensa sobre algo, logo, ter as coisas sempre à mão e isolar-se do mundo por alguns momentos pode ser crucial para o aumento da sua produtividade e motivação.

“Só se pode alcançar um grande êxito quando nos mantemos fiéis a nós mesmos.” ~ Nietzsche (Tweet Isso)

6. Celebre cada tarefa

Vá tomar ou comer alguma coisa que aprecie. Dê um intervalo de uns dois minutos para tomar um ar ou simplesmente olhar à vista.

Celebrar é essencial quando você quer reconquistar a sua motivação, pois quando voltamos o nosso olhar para aquilo que conseguimos conquistar fica muito mais fácil de estabelecer e conquistar novas metas logo depois.

Preste atenção para não terminar o dia frustrado por ter deixado 5 tarefas da sua lista de 20 tarefas sem concluir. Dê atenção aquilo que você fez, sempre, mesmo que só tenha concluído uma só tarefa da sua lista com vinte tarefas.

7. Pense concretamente

Existem duas maneiras de pensar sobre uma tarefa:

  • De maneira abstrata: Não seria ótimo escrever uma canção para expressar como eu me sinto sobre a minha vida?
  • De maneira concreta: Qual é a primeira linha?

Quando vamos começar uma tarefa, é muito melhor pensar sobre os passos concretos que iremos dar ao invés de ficar no abstrato dos desejos e das ideias.

Pensar concretamente o que você pode fazer para concluir uma tarefa, lhe ajudará a concluí-la.

8. Não confie na sua memória

Nunca, nunca, nunca confie na sua memória.

Essa história de guardas as coisas que temos para fazer todas na cabeça é um prato cheio para a procrastinação.

Falhas na sua memória vão tornar urgente aquilo que era importante enquanto o que você havia planejado fazer vai sendo deixado para depois.

Uma simples solução para este problema é anotar tudo que você tiver que fazer.

Não importa muito onde você vai anotar desde que seja um lugar de fácil acesso e com menor dependência possível de outras tarefas. Muitas pessoas utilizam softwares na internet para anotar suas ideias e acabam dependendo de sinal de internet para acessar seus itens.

Não confie na sua memória e também não confie na internet ou na energia elétrica quando apontar as suas tarefas. Eu sempre prefiro o bom e velho papel, mas cada um pode escolher aquilo que melhor se adéqua as suas necessidades.

9. Evite ficar pensando muito no que vai fazer

Dúvidas sempre estão presentes, até para as pessoas mais confiantes. Infelizmente, dúvidas causam procrastinação.

Aqui vai então uma pequena dica para lidar com as dúvidas: passe a duvidar das suas dúvidas.

Um interessante meio de fazer isso de forma divertida é chacoalhando a cabeça quando surgirem esses pensamentos negativos ou balançando as mãos por cima da cabeça como se estivesse “abanando os pensamentos” (como diz minha esposa).

Isso pode soar meio infantil, mas de acordo com um estudo científico isto pode ajudar a combater a incerteza crônica.

Existem outras formas de pensamento perigosas:

  • Pensando do tudo ou nada.
  • Impossíveis e altas expectativas.
  • Imaginando uma catástrofe.

Toda vez que algo desse tipo surgir na sua cabeça, já sabe: abane seus pensamentos.

“O pensamento é escravo da vida, e a vida é o bobo do tempo.” ~ Shakespeare (Tweet Isso)

10. Perdoe a si mesmo

Isso mesmo. Às vezes uma tarefa pode ser muito difícil, levar muito tempo, não valer realmente à pena ou você não ter tempo para concluí-la.

Perdoe-se.

Um estudo descobriu que perdoar a si mesmo pode verdadeiramentelhe colocar fora do ciclo da procrastinação.

Como o autor do estudo disse:
“…perdoando a si mesmo por procrastinar tem o efeito benéfico de reduzir a procrastinação posterior, reduzindo o afeto negativo associado com o resultado desse auto-exame.”

Em outras palavras: perdoar-se por procrastinar faz com que você se sinta melhor sobre uma tarefa e mais propenso a tentar de novo no futuro.

“A persistência é o menor caminho do êxito.” ~ Charles Chaplin (Tweet Isso)

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

O zen da produtividade: 3 macetes simples para se tornar mais produtivo em tempo recorde

Se há uma coisa que aprendi nos últimos sete anos sobre produtividade é que para produzir mais não necessariamente precisamos fazer mais coisas em menos tempo, mas escolher o que iremos e não iremos fazer. Nesse tempo trabalhando a partir de casa, conduzindo diversos negócios no mundo digital e real e cuidando de quatro filhos, não foi fácil manter-se zen.

Nos parágrafos a seguir, compartilho com você alguns macetes que ao longo da minha carreira, se tornaram a chave para manter o equilíbrio entre a minha vida pessoal e profissional. Ao ataque.

1. Tenha uma rotina diária

Todos os dias eu faço a mesma coisa desde a hora em que acordo até a hora de ir dormir. Isto criou um ritmo diário que me tornou mais eficiente na execução das mesmas tarefas, como:

Fazer todos os dias as mesmas coisas, não quer dizer que eu leve uma vida chata e monótona. Pelo contrário! Eu apenas estabeleci janelas de horários para determinadas coisas acontecerem no meu dia.

  • As primeiras três horas são dedicadas a exercício físico e café da manhã.
  • Já nas duas horas seguintes, invisto meu tempo checando as redes sociais para consumir e publicar conteúdo e no atendimento aos meus clientes por e-mail.
  • Daí vem o almoço e algum tempo de descanso depois para me dedicar a criação de conteúdo para cá ou para meus produtos.
  • Deixo para estudar somente no final de semana, assistindo, na maioria das vezes, cursos pela internet, deixando reservada as horas da tarde dos dias da semana para dedicação a casa, família ou “serviços de rua” (cartório, banco, mercado, passeios, etc.).

Com este sistema simples de organização diária, tenho menos incerteza sobre o que irá acontecer por ter garantido o controle de situações que até pouco tempo prejudicavam minha produtividade (levar alguém de carro a algum lugar, comprar algo “urgente” logo ali ou atender aqueles eventos sociais ou de família sem sentido).

“Nenhum homem realmente produtivo pensa como se estivesse escrevendo uma dissertação.” ~ Albert Einstein (Tweet Isso)

2. Estabeleça horários fixos para conectar-se com outras pessoas

Se você não tem um objetivo, qualquer caminho serve. Daí, se você não sabe o que fazer, a televisão ou a internet, vão te arranjar algo para você se distrair e assim, mantê-lo caminhando para o “abatedouro” junto com os outros “bois”.

Nós precisamos determinar os nossos próprios horários para conseguir produzir aquilo que nos determinamos a produzir. Do contrário, seremos toda hora distraídos pelas redes sociais, pelos e-mails e pelas conversa sem objetivo.

Faça como eu:

  • Cheque seus e-mails e redes sociais apenas três vezes por dia.
  • Não deixe o chat habilitado no Facebook.
  • Evite conversas cara a cara, por telefone ou skype a não ser que elas sejam realmente necessárias.
  • Antes de qualquer conversa, certifique-se de que todos os participantes discutiram por e-mail o que será abordado e resumiram bem a conversa para discutir somente os pontos que não puderam ser discutidos por e-mail.
  • Mantenha dias e horários específicos para reuniões por telefone ou presenciais.

Sempre cultivo uma máxima de que se algo for realmente urgente, meu telefone irá tocar. Logo, não fique preocupado em não responder aquele cliente importante no espaço de duas horas. Se ele te mandou um e-mail foi porque não precisava de uma resposta urgente sua. Checar “novidades” do mundo a todo momento aumenta a ansiedade e prejudica a saúde.

“A vida é uma viagem a três estações: ação, experiência e recordação.” ~ Júlio Camargo (Tweet Isso)

3. Comunique sua agenda da semana para seus círculos de convivência

Pare para refletir por alguns instantes nos problemas de relacionamento que teve (ou tem) no trabalho ou na vida pessoal e notará que a maioria deles aconteceram (ou acontecem) por falhas na comunicação.

Todas as pessoas que dependem da sua agenda devem ser comunicadas com antecedência do que você organizou para fazer no dia e na semana que tem pela frente. Mantenho uma agenda semanal fechada para não dar chances de novos compromissos entrarem na agenda e quebrarem aquilo que eu já havia acordado com as pessoas que dependem de mim.

Manter essa postura irá tirar todo o peso emocional das suas decisões, te livrando da culpa por não atender este ou aquele pedido da sua família ou do seu parceiro de negócios que “salvou a sua vida” na semana anterior.

Vale compartilhar a agenda através da internet, enviar um simples e-mail com os compromissos da semana ou mesmo visar pessoalmente ou por telefone. Não há a necessidade de compartilhar tudo o que você irá fazer. Compartilhe somente aquelas atividades que te impedirão de atender pedidos dessas outras pessoas.

Uso isso para reuniões externas ou mesmo por telefone. Assim, todos ficam sabendo dos horários em que estarei comprometido com outra demanda e se sente confortáveis na hora de pedir um favor porque sabem que poderei lhes atender.

“Não são os grandes planos que dão certo. São os pequenos detalhes.” ~ Stephen Kanitz (Tweet Isso)

BÔNUS: Aprenda a dizer não

Por fim, o mais importante de todos os macetes: aprenda a dizer não.

  • Vamos sair na sexta para tomar um chopp?
  • Vamos no aniversário de 92 anos da avó do meu amigo?
  • Me dá uma ajuda nisso aqui rapidinho?
  • Aquela televisão está com um super desconto? Vamos comprar?
  • Vamos assistir uma maratona daquela série que mais gostamos esse final de semana?

Perguntas como estas são bastante comuns e geralmente recebem um SIM como resposta (infelizmente).

Isso porque elas chegam até nós pela boca de pessoas com quem temos alguma ligação emocional e que desejamos bem:

  • Um colega de trabalho.
  • Aquele amigo de infância.
  • Nosso sócio.
  • Esposa ou namorado.

Tentando sempre agradar aos outros e não parecer egoístas, pensamos que estamos ajudando a estas pessoas quando somos solícitos em atender os seus pedidos, esquecendo que a verdadeira contribuição que podemos dar a estas pessoas (e a outras mais) é nos tornando melhor naquilo que acreditamos que somos melhores.

Se você focar naquilo que você faz bem, dizendo não constantemente para as distrações, não só se tornará mais útil para as pessoas que estão nos seus círculos mais próximos de convívio como acabará sendo mais útil a outras pessoas e consequentemente ao seu propósito de vida. Reflita sobre isso e encare o desafio de mudar a si próprio.

Você tem algum “macete” especial que utiliza no seu dia a dia para seu mais produtivo? Comente abaixo e compartilhe com a comunidade.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

6 estratégias que utilizo para manter a minha produtividade em alta

Sempre recebo e-mails, comentários e mensagens de pessoas perguntando como eu faço para gerenciar a minha agenda que na visão da maioria parece que não deixa espaço para o lazer e convívio com a família. No artigo de hoje quero compartilhar as dicas simples de produtividade que utilizo para produzir mais com menos esforço. Não preciso dizer que as dicas a seguir se adequaram bem ao meu estilo de vida e que servem somente como base para que você crie suas próprias alternativas para ser mais produtivo. Espero que curta.

1. Elimine aquilo que desperdiça o seu tempo

No meu caso, eliminei reuniões presenciais, viagens, compromissos fora de hora além de trabalhos que não davam o melhor retorno financeiro. Muitas vezes focamos em coisas demais, pensando que elas produzem o melhor resultado, quando justamente é o contrário. Identifique aquilo que não dá retorno e elimine o mais rápido que puder.

2. Substitua os softwares gerenciadores de tempo pelo bloco de notas no celular

Para mim é a melhor forma de gerenciar o que eu vou fazer. Escrevo em um bloco de notas o que vou fazer naquele dia na sequência e quando começo o meu dia de trabalho sigo a risca aquilo que me determinei. Se ocorrer algum problema não programado, analiso se ele pode ser encaixado na minha agenda escolhendo o que fazer: executar, delegar ou programar. Nenhuma tarefa chega até as minhas mãos sem sair logo depois de ter chegado com uma resolução.

3. Mantenha um ritmo diário de tarefas

Me habituei muito bem com o fato de sempre fazer as mesmas coisas todos os dias. Desde a hora em que acordo até a hora de dormir, pelo menos durante os dias úteis da semana, faço as mesmas coisas. Isso não significa que eu não faça coisas diferentes nos meus dias, mas por exemplo, reservo um horário específico para escrever posts para cá. Esse horário vem logo depois de uma sequência de outras atividades que ocorrem sempre na mesma ordem. Algo do tipo: acordar, desjejum, treino, café da manhã, redes sociais, finanças, e-mails, post, clientes, etc…

4. Planeje o que vai fazer na semana, no domingo antes de se deitar

Costumo nomear as grandes metas da semana no domingo antes de me deitar, anotando, devidamente, é claro, no bloco de notas do meu celular, aquilo que eu tenho para fazer. Assim eu sei de forma bastante clara, o que tenho que tirar do meu caminho pouco antes da semana começar. É muito importante utilizar este momento antes de começar a semana de trabalho para ter essa visão, pois do contrário, a segunda-feira começa e quando você percebe é atropelado pela semana sem ter feito nada daquilo que gostaria de ter feito.

5. Deixe as pessoas mais próximas a você a par da sua agenda

Comunique o que você irá fazer na semana ou no dia para quem está mais perto de você, seja colaboradores, sócios ou mesmo membros da sua família se você trabalhar a partir de casa. É imprescindível que percebamos que as outras pessoas podem estar contando conosco em um determinado horário para alguma atividade e que podem ser surpreendidas quando dizemos que não podemos atendê-las. Pior, podemos nos sentir culpados por não tê-las comunicado a respeito da nossa agenda e acabar por romper com alguns dos nossos compromissos previamente agendados para lhes dar suporte.

6. Cobre-se, mas também relaxe

Gerenciar o tempo é uma atividade que requer aprendizado constante . Porém, não é nada saudável se cobrar em demasia e acabar estragando o processo de aprendizado por conta desta cobrança. A postura que eu adoto é de sempre estar aprendendo com o processo, ou seja, se algo não saiu como programado, procuro compreender o que estava errado no método que estava executando e não me culpar por não ter cumprido algo que pensei que iria cumprir. É dessa forma que semanalmente vou aprendendo alguns detalhes que ainda não tinha notado na organização do meu dia a dia para melhorar a minha performance.

É preciso também ter cuidado com a tendência de ao nos sentirmos pressionados por não termos concluído algumas coisas enfiar um monte de tarefas na nossa lista. Sou contrário a isso e faço justamente o oposto. Vou eliminando as coisas que me atrapalham ou não produzem tanto resultado para fazer bem somente 20% das coisas que trazem mais benefícios.

Utilize as estratégias acima como guia. Se cobre menos e relaxe. A vida é para aprendermos a viver melhor.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

A surpreendente verdade sobre gestão de projetos e produtividade

Tenho dois filhos, duas enteadas, administro três negócios e presto consultoria a cinco empresas. Leio livros, vejo filmes, frequento almoços de família e ainda reservo tempo para praticar jiu-jitsu. Consigo atender a todas essas requisições e ainda dormir dez horas por dia sem me estressar, mas conheço pessoas que não conseguem administrar um único curso de graduação ou o seu único emprego sem se aborrecer, levar trabalho para casa e abandonar os amigos e a saúde do corpo. Como seres humanos somos envolvidos por projetos, seja no âmbito familiar ou profissional, e para nos tornarmos mais produtivos no desempenho de cada atividade, precisamos aprender técnicas e métodos que nos tornem melhores tomadores de decisão.

Matando um leão por dia

Clyde Beatty nasceu em Bainbridge, Ohio (EUA) em 1903 e quando era adolescente começou a trabalhar em um circo como limpador de jaulas. Lidando com muitos animais por dia, Clyde começou a se dedicar a tarefa de treinador de animais, o que o fez protagonizar um dos maiores espetáculos de luta com animais selvagens daquela época! Sempre que ele entrava no picadeiro para fazer seu show, as pessoas achavam que ele provavelmente morreria nas patas ou na boca de um dos animais qualquer dia. O que não aconteceu. Clyde acabou morrendo de câncer quando tinha cerca de sessenta anos de idade. Nenhum leão ou outro animal selvagem conseguiu lhe tirar a vida.

Clyde Beatty taming a lion with a chair. (Image from Harvard Library.)

Clyde Beatty taming a lion with a chair. (Image from Harvard Library.)

Seu segredo era simples. Clyde sempre vencia os animais tirando o foco deles durante o show. Na foto clássica ao lado, podemos notar o leão colocando seu foco não na cadeira apontada para ele, mas nos quatro pés da cadeira, movendo todo o seu corpo para os quatro objetivos. Com o seu foco dividido, o leão tornava-se confuso e com dúvidas sobre o que fazer para atacar o homem, preferindo, no final, ficar parado enquanto esperava um novo movimento do seu alvo.

Quantas vezes você esteve na posição do leão nesta foto? Quantas vezes você quis atingir um objetivo (perder peso, ganhar músculos, iniciar um negócio, fazer uma viagem, etc) e terminou confuso sem saber o que deveria fazer para progredir?

Da próxima vez que você vir o mundo apontar uma cadeira para você, basta você se lembrar de uma única coisa: que você deve se comprometer com uma única coisa apenas de cada vez para conseguir atingir o seu objetivo.

Esqueça gerenciamento de tempo e foque na sua produtividade

Gerenciar o tempo é impossível, pois todos nós temos apenas 24 horas para administrar o que devemos fazer com elas. Aprender a gerenciar melhor as tarefas também não é algo fácil, pois se não formos metódicos e rígidos com as nossas atividades, não conseguiremos manter listas de tarefas e projetos atualizadas. A melhor maneira para produzir mais é tomar melhores decisões. Hábito que deve ser conquistado por todo gestor de projeto de sucesso.

Sabe aquelas propostas de atividades que surgem ao longo de qualquer projeto? Sim, aquelas que aparecem quando você está tentando focar em concluir aquela atividade essencial? É o cliente que quer mudar o escopo no meio do processo ou a sua família que o convida para um almoço não agendado com a sua tia de 80 anos, ignorando o fato de você precisar concluir seu projeto de mestrado. Para aumentar a sua produtividade e fazer mais coisas com mais eficiência é preciso se dedicar a olhar nas entrelinhas das nossas decisões procurando sempre fazer o que é preciso e necessário, deixando o supérfluo para depois.

Estabeleça metas produtivas e motivadoras

  • Quero perder 1 quilo em um mês ao invés de quero perder 3 quilos em 5 dias.
  • Quero aumentar o meu faturamento 10% no próximo mês ao invés de quero duplicar o meu faturamento no mês seguinte.
  • Quero terminar o mais prioritário dos projetos essa semana ao invés de quero terminar todos os cinco projetos que acumulei esta semana.

Nunca te contaram que para ser mais produtivo, é preciso terminar uma tarefa de cada vez e não unir todos os esforços para terminar todas as tarefas ao mesmo tempo. Além de ser preciso manter o foco para ser mais produtivo, é preciso se manter motivado para continuar perseverando na conclusão dos objetivos que se formam mais à frente.

Eu cultivo o hábito de carregar uma lista de pequenas tarefas sempre comigo e eliminar uma a uma dessas tarefas sem me preocupar com toda a lista. Quando estou desanimado e com medo de não concluir as tarefas que possuo, foco os meus esforços em terminar apenas aquelas tarefas menores para me motivar a concluir as tarefas de maior porte. Além disso, monitoro minhas decisões para não deixar entrar nada que esteja desalinhado com os meus objetivos na minha agenda de afazeres. Desta forma minha lista de tarefas não cresce e cada vez sobra mais tempo para poder me dedicar a outros projetos pessoais, familiares ou profissionais.

Se você quiser identificar onde está perdendo produtividade e aprender a ser mais produtivo, considere visitar este curso sobre produtividade pessoal. Nele, você aprenderá algumas coisas que não estão nos livros de gerenciamento de tempo:

  • Eliminar o desperdício de tempo e energia criando uma blindagem contra as distrações
  • Aprender a ser mais produtivo para concluir mais coisas com menor esforço
  • Não é possível gerenciar o tempo, mas sim a energia
  • Organizar sua lista de tarefas
  • Ser produtivo, não é gerenciar o tempo
Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

Como organizar seus milhões de projetos na sua agenda

Nos dias atuais é muito comum cada um de nós ter vários projetos para tocar, principalmente quando começamos a gostar de trabalhar como empreendedores e atuar verdadeiramente na criação de novos negócios. Além da vida profissional, ainda temos a nossa vida pessoal que nos joga inúmeros outros compromissos que também precisam ser satisfeitos. O problema é que na vontade de fazer tudo, acabamos não fazendo nada e não indo pra frente. Bons projetos ficam só na intenção e não realizamos praticamente nada daquilo que gostaríamos de ter realizado. A solução para este problema é se organizar da melhor maneira possível, dizer não a novas demandas e se concentrar para não perder o foco durante os dias de trabalho. Abaixo, vão as minhas dicas que hoje utilizo na minha vida para administrar 6 negócios e 4 filhos.

Ler mais

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

Ideias não faltam, o que falta é planejamento

Dias atrás recebi um e-mail dizendo que ideias não faltavam. O que faltava era dinheiro, contatos, etc, etc. Não falta dinheiro e não faltam contatos. Falta planejamento. Há um tempo, quando disse que tudo era possível e de que não existia impossível, estava falando sério. Se ideias não faltam e se são elas o início de tudo o que se materializa no mundo, o que falta? Bem, como disse anteriormente, falta planejamento da execução. E é sobre isso que gostaria de falar hoje: como ser empreendedor e planejar suas ações.

SER EMPREENDEDOR É DIFERENTE DE SER EMPRESÁRIO
Empreendedor é um cara que tem muitas ideias. Ele é a fonte da prosperidade da sociedade. Uma fonte de inovação que não cessa de gerar novos negócios à frente do seu tempo. Ele enxerga as oportunidades em todos os lugares por onde passa e não pára de criar. Já empresário é um cara que administra o dia a dia da empresa. Ele é quem mantém um negócio funcionando e crescendo. Ele administra o fluxo de caixa e administra as relações interpessoais de toda a empresa. Ele cuida de tudo. Ele se mantém atento a frente do leme do negócio para fazer com que o seu sucesso atinja as expectativas do empreendedor.

UM EMPREENDEDOR PODE SER UM EMPRESÁRIO
Esse é o melhor dos profissionais de negócios, pois ao mesmo tempo em que cria, sabe executar. Quando um empreendedor se transforma em empresário, suas possibilidades duplicam em proporções incríveis. Imagine alguém que enxerga uma oportunidade no mercado, rapidamente identifica o que precisa ser feito e logo executa a operação. Depois que sua ideia está sendo executada, ele delega tarefas, deixa a coisa funcionando, administrando aqui e ali ao mesmo tempo em que parte para um novo negócio. Que senso de oportunidade e execução! Um dia, quero ser esse cara!

O PROBLEMA DE TER MUITAS IDEIAS
O problema de ter muitas ideias está no fato que se não executadas corretamente, passarão ao mundo uma ideia de irresponsabilidade. Você já deve ter conhecido empreendedores, que a cada mês criavam um novo negócio para si, sem terminar o último que havia começado. Pois é, este é o problema de ter muitas ideias. Quando vejo um empreendedor assim, sempre penso que ele deveria primeiro focar em algo que funcione para provar para si mesmo seu potencial. Mesmo que falhe, faça isso somente em uma coisa só e não em várias. Assim, em uma roda sucessiva de tentativas e erros, ele aprende um pouquinho de cada vez.

PLANEJAMENTO x ANSIEDADE
Os tempos atuais são de uma ansiedade enorme. Com as facilidades tecnológicas que temos na palma da mão, ansiamos por acertar o mais rápido possível, para descansarmos na mesma velocidade. Isto não acontece quando nos planejamos. Muitos jovens querem sair da faculdade e ficar ricos de uma hora para outra. Alguns mostraram que isto é possível, mas garanto que não foi de uma hora para outra. Criar uma empresa como Google ou Facebook, não foi algo que aconteceu do dia para noite. Foram necessários muitos dias e muitas noites indo na mesma direção, para esses empresários chegarem na posição em que estão. Como empreendedores, eles tinham a visão da oportunidade, e como empresário, a determinação e constância necessárias para atingir suas metas.

ESQUEÇA O DINHEIRO E TESTE, TESTE E TESTE
Faça um teste com a sua ideia. O que você pode fazer hoje, para concluir alguma tarefa que te leve de encontro à conclusão do seu projeto? E mais. Se hoje você diz que precisa de mil reais para colocar o pé na rua, o que você pode fazer com cem reais para me comprovar que se eu te der três mil, esse dinheiro se multiplicará em alguns meses? Teste a sua ideia, ao invés de ficar pensando nos problemas que você enxerga hoje que não lhe deixam executá-la. Tenho certeza que, um empreendedor mais experiente e sabido, consegue colocar a sua ideia na rua com muito menos.

UMA HISTÓRIA DE EMPREENDEDORISMO AMADOR
Houve uma história de um senhor que morava nas ruas, mas que sempre que precisava de dinheiro sabia o que fazer. Ele pedia esmola durante um dia ou dois e com o dinheiro que obtinha, ia até uma borracharia na cidade e comprava restos de câmara de pneu. Com esses restos de câmara, ele fazia estilingues com galhos que tirava das árvores das ruas e vendia-os nos sinais de trânsito. Dali ele tirava o seu sustento por mais alguns dias ou até meses.

Ele poderia ter parado na ideia e permanecer pedindo esmolas nas ruas por toda a sua vida, mas preferiu parar um pouco mais adiante. Preferiu continuar pedindo esmolas, multiplicando o dinheiro com a venda de estilingues e novamente voltar pras ruas. Você também pode parar na sua ideia e continuar esmolando atenção do mundo, ao invés de se planejar e pensar o que pode fazer com o pouco que tem. Você, só você, é quem decide quando parar para voltar a esmolar.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

4 dicas essenciais para você gerenciar melhor seu tempo

Durante a leitura de Time Warrior, excelente livro sobre gerenciamento de tempo, de Steve Chandler, encontrei quatro capítulos que resumiam tudo o que já aprendi em testes de gerenciamento de tempo na minha vida. Em um mundo onde as pessoas imaginam que tem que fazer cada vez mais coisas para conseguir aquilo que desejam, o livro, assim como tudo o que é abordado sobre este tema, é uma excelente maneira de se educar para trabalhar nesses tempos modernos. Utilizando as simples dicas a seguir, você já conseguirá ter um melhor controle sobre o sem tempo, ou melhor, sobre os seus problemas, como bem define Chandler no livro.

1. CAPTURE O PROBLEMA
Nunca pegue um problema e coloque-o na sua cabeça. Registre o problema no papel e esqueça-o. Só lembre-se dele quando for planejar a conclusão das suas próximas atividades. Muitas pessoas conduzem seus dias armazenando todos os problemas que aparecem diariamente, nas suas cabeças. Elas possuem a crença de que seus cérebros possuem uma grande capacidade de armazenamento, enquanto a realidade é justamente a contrária. O nosso cérebro possui muito espaço, mas a parte responsável pela tomada de decisões e resolução de problemas possui um espaço muito pequeno. A parte do nosso cérebro que é responsável pelas nossas decisões, fica sob a nossa testa, logo acima dos nossos olhos. É só este “pedacinho da cabeça”, onde armazenamos tudo o que precisa da nossa decisão para ser concluído. Assim, a melhor maneira de lidar com novos problemas é recebê-los e armazená-lo em outro lugar de forma organizada.

Quando recebo um e-mail com um problema a ser resolvido, rapidamente abro minha lista de tarefas e lanço lá as tarefas que precisam ser priorizadas. Esqueço o problema e volto para fazer aquilo que já havia determinado como importante para mim.

2. REDEFINA O PROBLEMA
Existe um pânico geral em relação a resolver problemas. Parece que quando surge um problema na nossa vida, algo de errado está acontecendo. Não é bem assim. Um problema é uma questão, apenas isso. Lembre-se daqueles problemas de matemática que resolvíamos na escola. Recebíamos o problema, que era somente uma pergunta, e tentávamos resolvê-lo. Pronto. O mesmo acontece hoje. Nossos problemas são nossos projetos. Estamos construindo a nossa casa (nosso projeto), até que de repente aparece um problema: “Faltam 2000 tijolos para terminar de construir as paredes.” Tomamos nota do problema e o redefinimos, propondo uma ação imediata: “Comprar tijolos.” Recebemos o problema e o resolvemos automaticamente. Existem problemas mais complicados, tanto na matemática como na vida real, mas somente o exercício de tentar resolvê-los, dia após dia, é que nos dará a prática para solucionar problemas maiores a cada vez.

Quando recebo um problema, logo o redefino e proponho uma solução. Após isso anoto, delego ou resolvo-o logo de cara. Quanto menos tempo gasto me “pré-ocupando”, me ocupo fazendo aquilo que precisa ser feito.

3. PEÇA POR AJUDA
Às vezes um problema não pode ser resolvido apenas por nós e precisamos pedir ajuda de outras pessoas. É nesta hora que entra em cena o nosso poder de delegação. Sabe quando um jogador de futebol é chamado de “fominha” pelos outros? Aquele, que fica carregando a bola sozinho pelo campo, para fazer o gol. Pois é, temos que ter cuidado para não sermos “fominhas” por problemas e tentarmos realizar tudo sozinho. Peça ajuda de outras pessoas. Após receber um problema, anotá-lo e redefini-lo a fim de verificar tudo o que precisa ser feito para ele ser resolvido, trabalhe em sua delegação. Pegue algumas das tarefas e passe para as pessoas que possam lhe ajudar. Assim, você multiplica o seu tempo e terá a sua tarefa concluída em um tempo muito menor do que se somente você tivesse tocado o “projeto”.

Costumo usar no meu dia a dia a metáfora do futebol, sempre que recebo um problema na minha caixa postal. Ou eu “passo a bola” para outro ou eu “faço o gol”. Nunca eu fico segurando a bola comigo. Resultado disso é que sempre que termino de checar e-mails a minha caixa postal está vazia e a minha lista de tarefas nunca está atrasada.

4. FOQUE NA CONCLUSÃO
Profissionais e empresas atualmente são reconhecidos pelo seu poder de conclusão. De nada adianta seguir as dicas anteriores, se você não mantiver o foco na conclusão dos seus “projetos”. Já imaginou iniciar o projeto de construção de uma casa e deixar uma das paredes inacabadas, simplesmente porque faltaram tijolos para terminá-la? Muitas pessoas deixam as suas tarefas concluídas em 80% dizendo que agora só falta isso ou aquilo. Assim elas ficam com várias tarefas que nunca são concluídas, mesmo quando falta apenas vinte minutos para terminá-las. Cinco tarefas de vinte minutos somadas se tornam mais de uma hora de tarefas para serem finalizadas.

Sou um apaixonado por entregar e colocar ponto final em tudo o que faço. Por isso, organizo o meu dia para não ler mais e-mails ou entrar em redes sociais enquanto não termino aquilo que precisa ser feito. O foco é total na conclusão.

IGNORE O MUNDO E CONCLUA
Não se preocupe em satisfazer as expectativas que os outros cultivam pela sua vida. Você não tem o menor controle sobre o que os outros pensam sobre você. Decida o que é importante e faça. Conclua. Irão chegar pessoas até você com inúmeras urgências, mas o nosso papel como “guerreiros do tempo” é gerenciar essas urgências e levar calma para aqueles que ainda não encontraram a paz em controlar o tempo de suas próprias vidas.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

Crie uma agenda fixa semanal e domine o seu tempo

Eu sou fã de gerenciamento de tempo.

Leio livros e mais livros sobre o tema e cada vez mais me apaixono e pratico as técnicas que aprendo.

Além disso gosto também do fato de podermos conquistar o domínio sobre nós mesmos, gerenciando melhor nossos pensamentos, nosso corpo e nossas atitudes.

E pasme!

O número de obras publicadas sobre este tema não pára de crescer, mesmo após séculos de desenvolvimento da humanidade.

Seria a primeira vez na história que estamos produzindo tanto material sobre este tema? Estaria o homem se preocupando mais com o seu desenvolvimento agora do que no passado?

São perguntas que ficam na cabeça e que, enquanto não são respondidas, vamos testando e implementando técnicas, para permitir um domínio melhor do nosso dia-a-dia.

Toda semana a agenda muda

Não há coisa mais estressante do que uma agenda que muda semana após semana.

Em uma semana você tem reuniões na terça.

Em outra, tem reuniões as quartas e às quintas e assim por diante.

Isso é estressante, porque uma coisa que o nosso cérebro gosta é de estabilidade.

Incertezas geram aflição e ansiedade. Já a certeza gera confiança e conforto.

Como você se sentiria em um carro que muda de direção a todo o momento?

Como empreendedores este problema se agrava ainda mais, pois temos a ilusão de ter que correr atrás para conseguir aquilo que queremos.

Não precisamos “correr” atrás. Precisamos ir atrás. É diferente.

Ir atrás é saber para onde se está indo e planejar-se. Correr atrás é saber para onde se está indo, mas não ter atenção aos detalhes do dia a dia, que passam despercebidos enquanto corremos.

Pare!

Ninguém morre se você não fizer uma reunião hoje.

Ninguém morre se você folgar um dia a mais por semana.

Porém, não confunda folga de tempo com procrastinação.

Procrastinação é ter algo para fazer e não fazê-lo por preguiça.

Folga de tempo é incluir um espaço na sua agenda para usá-lo como bem entender (desde que não seja trabalhar, é claro).

Estudar, por exemplo, é algo importante para todos, mas que é esquecido por causa dessa “correria” diária.

De uns tempos para cá resolvi implementar horários fixos na minha agenda.

Reuniões por telefone só nos dias e horários tais e tais.

Reuniões presenciais só nos dias e horários tais e tais.

Telefonemas só em alguns horários também, ou melhor, não atendo telefone em determinados horários.

Redes sociais só uma vez por dia e do celular (assim saio do computador).

Responder emails só em dois ou três horários no dia e só.

Resultado: parei o estresse e concretizei melhor o que precisava ser feito (o que era importante).

O maior beneficiado dessa experiência, acredito que tenha sido o meu cérebro, pois ele ficou confiante e confortável ao mesmo tempo.

Pelo menos, assim ele ficará até chegar outra crise…

Crises servem para testar nossa capacidade de administração

Vez ou outra surge uma crise.

Um telefonema atendido fora da hora. Uma ansiedade por causa de determinada coisa que vai acontecer e não acontece. Algo assim.

Essa crise nos coloca meio fora dos trilhos e quando vemos, lá estamos nós fazendo as mesmas burrices que antes.

Porém, tudo tem um “jeitinho” de ser consertado. Basta ficar um pouco distante da situação e logo voltar ao domínio da sua vida e do seu tempo.

Uma coisa que faço quando percebo uma crise, é respirar.

Quando vejo que estou com “faniquito” clicando para lá e para cá no navegador, ligando para “Deus e o mundo” e checando muitos e-mails eu paro e respiro.

Dou uma respirada por uns dez minutos, de forma bem cadenciada e olho para a minha agenda fixa na parede. Olho para ela e enxergo ali o que me determinei.

Na mesma hora, me esforço para lembrar das vezes em que segui o que tinha me determinado e nada de realmente urgente aconteceu. Isso me traz de volta para o centro da minha vida e retorno para aquilo que era importante de ser feito, sem perder tempo com bobagens.

Teste tudo toda hora

A vida é para ser testada.

Se você precisa de uma comprovação desta teoria, faça um teste na sua vida.

Por exemplo, escreva em um papel as suas regras e fixe-o no seu escritório.

Como sugestão, comece folgando nas tardes de sexta-feira. A sua sexta-feira terá menos cinco horas e você irá evitar ficar navegando na internet, no início do dia, ao invés de concluir as suas tarefas importantes em um tempo menor.

Agende também as suas reuniões, seja por telefone, skype ou presenciais, para um ou dois dias da semana. Teste não atender pessoas que ligam nesta semana, na mesma semana e veja que o seu controle aumenta diante das situações.

Sempre que eu encontro uma teoria que faça sentido, eu testo.

Sugiro você a fazer o mesmo e dominar de uma vez por todas o seu tempo.

Só assim, você cresce, eu cresço e todos nós crescemos juntos com mais qualidade de vida.

Urgência é conversa fiada de gente sem prioridade.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

Página 1 de 2

Desenvolvido em WordPress & Tema por DoutorWP