Você alguma vez já reclamou daquele namorado ou marido que não ficava grudado em você o tempo todo, mas que ao mesmo tempo vivia trabalhando para manter as contas da casa em dia?

Você alguma vez já reclamou daquela namorada ou esposa que não fazia a comida que você gostava, mas que ao mesmo tempo adorava ficar pendurada no seu pescoço fazendo e pedindo carinho?

Então, deixa eu te contar uma coisa que me abriu os olhos recentemente:

  • Não é porque seu marido ou esposa não te dá tanto carinho como você acredita que seria o ideal que ele ou ela não gosta de você.
  • Não é porque a sua esposa ou marido não faz a comida que você gosta ou não cuide tanto da casa como você esperava que ela ou ele não gosta de você.

Existem cinco formas de comunicar o amor e infelizmente muitos relacionamentos acabam porque esperamos que a outra pessoa comunique o amor da mesma forma que nós.

  • Domingo de manhã e a pessoa que você gosta levanta da cama e vai para a cozinha fazer suco de laranja e cortar frutas para você fazer um café da manhã natural e gostoso.

Essa pessoa gosta de você, por mais que não fique te dando mil beijos ao acordar porque a maneira dela comunicar o amor é pelo servir e prover.

  • É sexta-feira à noite, você chega do trabalho e é recebido pela pessoa amada com um abraço na ponta da escada para você se sentir seguro e amado no seu lar.

Essa pessoa gosta de você, por mais que a casa esteja desarrumada e a comida por fazer porque a maneira dela comunicar o amor é pelo toque físico.

Perceber a forma como o seu companheiro ou companheira comunica o amor é um dos grandes presentes que a maturidade pode oferecer para o seu relacionamento.

Por vezes, criticamos e repreendemos a pessoa com quem estamos nos relacionando por pura falta de compreensão da forma como ela nos ama.

Cobramos, criticamos e ficamos cegos para todo o resto de comunicação amorosa que nos está sendo entregue por pura analfabetismo emocional.

  • A pessoa não ajuda em casa e não prepara o café da manhã para você, mas afirma o tempo todo que te ama, que gosta de você e que você é especial para ela.
  • A pessoa não te diz palavras de amor, mas o tempo que ela dedica para você, mesmo que pouco, é pleno e inteiro, sem interrupções.
  • A pessoa não fica tanto tempo com você, mas vira e mexe ela te dá pequenos presentes para deixar você mais feliz e sua vida material mais completa.
  • A pessoa não te dá presentes, mas independente de qualquer briga do dia anterior, ela levanta no outro dia ponto a mesa do café da manhã para você fazer seu desjejum.
  • A pessoa praticamente não arruma nada em casa, mas está sempre procurando você para te fazer mais e mais carinho, te dizer palavras de amor e se aconchegar em você.

Todo mundo aprende como dar e receber o amor um dia e o quanto antes você aprender isso, não vai precisar jogar fora uma história vivida só porque não compreendeu a forma que o outro transmitia o amor para você.

Se você está em um relacionamento hoje, vale à pena procurar no seu amor, quais são as formas dele ou dela comunicar seu carinho para você.

Porque pode ser que toda a sua raiva sobre a maneira como ele ou ela lida com você seja completamente ilógica já que através de outras atitudes o amor para você é revelado.

Bebi dessa sabedoria no livro “As Cinco Linguagens do Amor” de Gary Chapman que recomendo aos mais ávidos pelo assunto.

E sempre que leio ou falo sobre isso, me entristeço por esse tema que tanto influencia nossas vidas não estar presente na nossa formação como pessoas.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

CONTEÚDO POR E-MAIL

Digite o seu e-mail abaixo e receba semalmente artigos, vídeos e dicas direto no seu e-mail