skip to Main Content
Controle A Respiração E Controlará O Tempo E O Espaço

Você já se sentiu muito nervoso? Já passou por uma situação onde sem perceber fez algo que se arrepende? Já gritou, bateu ou praticou outro ato de violência qualquer por puro descontrole? Se você já passou por isso, é porque é, de fato, um ser humano, mas se principalmente se sente pouco à vontade com estas atitudes, é porque crê que poderia ter feito algo diferente quando se deparou com uma situação que tirou você do sério. No mundo empreendedor, é muito importante manter-se em equilíbrio, uma vez que o mercado muda rapidamente hoje em dia e se em um mês você ganhou uma bolada, em outro mês pode perder quase todo o seu dinheiro. A sugestão de hoje é praticar um exercício que faz bem a saúde e aos seus relacionamentos, sejam profissionais ou pessoais. Controlando a respiração é possível se manter atento ao que acontece naquele momento ao mesmo tempo que se distancia com eficiência do apego que sente por aquela situação.

NÓS GOSTAMOS DE DOR
Nosso cérebro e nosso corpo só se sente realmente vivos quando estão em movimento. Com o progresso da humanidade fomos parando de nos ocupar com a caça do nosso alimento, a construção do nosso abrigo ou com a defesa da nossa família, para nos tornarmos mercadores de serviços e produtos numa era que praticamente não se caminha mais. Quiçá subir montanhas ou cozinhas na fogueira. Como o nosso desenvolvimento foi e é bastante acelerado, nossa mente e coração clamam por ação e por conta disso, somos tentados a nos meter em situações que movimentam a nossa vida, mesmo que tire tudo do lugar que estava antes.

Conhecer este “problema” profundamente é a chave para se alcançar o equilíbrio, pois uma vez sabendo que gostamos de dor, conseguimos nos distanciar deste “eu animal” domando todos os seus movimentos.

Durante toda a vida, lutamos contra nós mesmos em busca do equilíbrio através da resistência contra este “eu animal” que toma conta do nosso corpo. Temos mais de um relacionamento amoroso ao mesmo tempo, brigamos quando pisam no nosso pé na rua, aceleramos o carro para passar aquele outro carro que acabou de nos dar uma fechada, etc. Isto sempre leva a nossa vida para uma solidão, tendo em vista que quando tomamos essas decisões “animais” sem pensar, estamos pensando a curto prazo e de forma egoísta. Desequilibrando nós mesmos e nossas relações.

PENSAMENTO DE LONGO PRAZO AO INVÉS DE CURTO PRAZO
Existem coisas que se resolvem em curto prazo. O prazer na hora do sexo, a boa comida na mesa, o instante em que marcamos um gol num jogo de futebol e o beijo dado na hora certa e de surpresa por quem você ama. Estas são coisas ótimas de serem vividas, mas para que você mantenha-se ativo sexualmente, compre boa comida, faça gols em todos os jogos do campeonato do seu bairro e tenha sempre por perto a pessoa que você ama, é preciso tomar decisões no presente com o pensamento de longo prazo. Deve-se escolher não fumar, trabalhar sempre, treinar e fazer alongamentos e agradar sempre que possível a pessoa que amamos. Estas escolhas tem por base o pensamento, que tem por base o cérebro, que tem por base o sangue, que tem por base o ar, que tem por base a respiração. É sabendo utilizá-la que conseguimos nos manter atentos às nossas decisões de longo prazo.

Perceba que quando brigamos, ficamos alguns minutos ofendendo uma pessoa somente porque nos apegamos muito àquela briga. Nós achamos que nós estamos certos e os outros estão errados e não queremos, de forma alguma, fazer papel de bananas ou palhaços. Pensamos assim porque acreditamos que o papel de banana ou palhaço é algo definitivo na nossa vida sem nos lembrar que nada é definitivo: até a respiração.

Assim descreveu Aristóteles:

O coração está dentro dos pulmões; o coração expande sob a influência do calor, forçando os pulmões a expandir sob a mesma influência, causando inalação, e esta introdução de ar frio de fora causa contração e exalação. Neste processo contínuo, “respiração e vida são inseparáveis”

Tento manter-me sempre em estado de respiração profunda, mas ainda perco muito o controle dela enquanto me “distraio” desempenhando outras tarefas. Entretanto uma conveniente técnica que adotei é a de tocar o dedo indicador no polegar da mão direita, pressionando ambos os dedos para me lembrar de respirar corretamente. Comecei a fazer isto quando perdia o compasso da respiração e hoje meu corpo faz este movimento quase que automaticamente quando me perco. É verdade que ainda me descontrolo, mas quando isso acontece, me lembro que aquilo que está acontecendo naquele momento, seja lá o que for, passará brevemente principalmente se eu não doar mais energia para aquela ação.

Expirando por mais tempo que inalando e dando pausas entre inalação e expiração e vice-versa, consigo retorno ao meu ponto de controle sem me desesperar. A sugestão é para que você pratique este exercício quando passar por outra situação limite da sua vida. Isso dá certo com todos os animais, até nós.

Você faz alguma coisa para se manter sereno e alerta no seu dia-a-dia?

E lembre-se:

Qualquer tipo de luta é sempre contra si mesmo
.

Marcos Rezende

Faixa roxa de jiu-jitsu brasileiro pela equipe Atos Loyalty Curitiba, vestibulando de filosofia da UFPR e aprendiz de investidor em parceria com o GuiaInvest que desde 2008 conduz este projeto com a missão de motivar e apoiar pessoas a superar seus medos e suas crenças para se tornarem elas mesmas.

Back To Top
Close search
Buscar