Não podia ir dormir sem escrever aquilo que fiquei pensando durante todo o final de semana e o dia de hoje quando trocando mensagens com alunos da Escola do Insistimento, fãs e assinantes da lista de e-mail do site. Me deparei com uma dura realidade que atinge a maior parte dos empreendedores que chegam até aqui. Todos possuem metas, na maioria audaciosas, mas poucos conseguem cumpri-las. Uns estão atados ao seu passado: dívidas financeiras adquiridas, compromissos emocionais assumidos e decisões mal tomadas. Outros estão atados ao seu futuro: medo de trocar de emprego, de começar algo novo mesmo com dinheiro guardado, etc. Ou seja, a desculpa para não conseguirem bater suas metas é a negligência com que levam suas vidas ignorando o fato da liberdade que podem ter se ficarem no presente.

TEM DÍVIDAS? OK. TEM MEDO? OK.

Não dê importância demais para algo que não tem a menor importância. É você que olha o seu passado e o engrandece ou olha para o seu futuro e o diminui. Ambos, passado e futuro não existem, por mais que no agora você lide com as consequências do que fez no seu passado ou com os receios sobre o que acontecerá com você no futuro. É você que se coloca nessa posição de vítima das circunstâncias. Pense mais nisso. Quando lembrar de coisas do passado e falar nomes horríveis para si mesmo enquanto se lembra das suas burradas, pare um pouco para olhar em volta de onde está e enxergar o que está acontecendo de verdade. Não existe ninguém te xingando e tampouco algo acontecendo de ruim que mereça o seu valor. Você pode seguir adiante sem pesar, pois agora, agorinha, está tudo bem de novo como sempre acontece. Quando imaginar coisas sobre o futuro, vendo você largando o emprego e se dando mal ou pegando um empréstimo no banco porque o seu negócio deu errado, pare um pouco também para olhar o que está acontecendo agora na sua realidade. Seja inteligente e pare de imaginar coisas que podem ou não acontecer. Tudo está OK.

Lembre-se que tudo sempre volta a ficar bem…

Não importa o que você fez ou o que você vai fazer. Tudo sempre fica bem de novo. Por mais que você tenha milhões de dívidas ou esteja rastejando no seu emprego, em algum momento do dia, tudo fica bem. Por mais que você esteja com problemas na empresa, daqueles bem sérios e não consiga enxergar o futuro do seu negócio, tudo fica bem. É o seu filho que ri para você ou o programa engraçado que toca na rádio. No final das contas, tudo acaba bem. E isto não quer dizer que sou otimista por pensar isso, esta é realmente a realidade. Não só tudo acaba bem como tudo sempre está bem e certo. Mesmo quando você bate de carro e parece que sua vida está desmoronando, tudo está bem. Infelizmente somos nós que damos importância demais a falsa estabilidade da nossa vida, esquecendo que ela é totalmente instável como o oceano que é belo mesmo nunca tendo as mesmas ondas do mesmo volume quebrando no mesmo lugar. Uma vez conseguida a estabilidade, é preciso se preparar para a próxima onda e é essa ondulação cotidiana que faz da nossa vida algo mágico, belo e profundo. Ponto.

Para alcançar suas metas, pense no agora.

O que você pode fazer agora para alcançar as suas metas? Faça as contas, é simples. Se você precisa ganhar R$ 1.000,00 no mês, basta conseguir cinco clientes que lhe paguem R$ 200,00 por algum serviço ou produto que você tenha. Se você precisa faturar R$ 20.000,00 no mês, basta conseguir 20 clientes que lhe paguem R$ 1.000,00 ou mesmo 200 clientes que lhe paguem R$ 100,00. Oferecendo um serviço para uma pessoa você consegue lhe cobrar R$ 200,00 facilmente e para alguns produtos é possível cobrar R$ 1.000,00 ou mesmo R$ 100,00. A matemática está aí para ser usada e ela é racional, não emocional. Ficar pensando no ontem ou imaginando o amanhã, só irão lhe fazer sentir medo e ansiedade, ao passo que pensar no agora o tornará alguém poderosamente forte, convicto e estável mesmo nas adversidades. Pense nisso, pense nisso.

Outro dia me perguntaram como pude alcançar bons resultados financeiros em tão pouco tempo e ser capaz de viver a minha vida independente das dos outros sustentando um monte de filhos e vivendo para cá e para lá atuando em diversos negócios. A minha resposta está nesse texto, mas principalmente no penúltimo parágrafo dele. Traga a matemática para a sua vida, pense em dinheiro, faça as suas contas e volte para o presente. Ignore completamente o seu passado e esforce-se a ignorar também aquilo que você imagina sobre o seu futuro. Só assim você conseguirá a tão sonhada liberdade para fazer o que quiser, na hora que quiser, independente do que os outros ou você mesmo pensam sobre o que está sendo feito. Manda bala e aproveita a vida. Você nasceu para experimentá-la.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

CONTEÚDO POR E-MAIL

Digite o seu e-mail abaixo e receba semalmente artigos, vídeos e dicas direto no seu e-mail