Não viva uma vida de “plástico”

“Já será tarde demais quando você se der conta de que vive uma vida de plástico”. – Suryavan Solar

“Acorda”, despertador me avisou.

Apertei o “soneca” e acabei me atrasando ainda mais.

Tenho que correr pra pegar o ônibus no horário.

Se chegar tarde vou tomar bronca.

O ônibus está cheio.

O trânsito está lento.

Engarrafamento.

Desço do ônibus.

Tenho que correr.

Meu chefe já chegou, vou correr pra minha mesa.

Abro o e-mail, muitas mensagens.

Vejo extrato, cartão estourado.

Nem sei o que estou fazendo aqui nessa mesa.

Tomo um café.

Plena segunda-feira e já estou estressado.

Ainda faltam sete horas pra fugir daqui e descansar.

Mais uma segunda-feira começa e vários “playmobils” já estão nas suas mesas lendo os seus e-mails sem saberem direito o que irão fazer no resto do dia que acaba de começar.

Vamos brincar de quê?

Contador, engenheiro, analista de processos, médica, patricinha, mauricinho, etc.

Qual máscara vou colocar hoje pra poder brincar de “mentirinha”?

SONHOS NÃO SÃO APENAS SONHOS
Esse mundo que existe fora dos nossos olhos serve somente para nos confundir e para nos manter longe da realização dos nossos sonhos.

Nos dão um rótulo de menino e menina, de aprovado e reprovado, de educado e mal educado.

Nos dão também uma profissão já pronta com faculdade, estágio e tudo o mais.

Nos encaixamos e vamos brincando de fantasiar e de desejar os nossos sonhos, mais sem “tempo” para concretizá-los, porque apenas são sonhos e nós temos outras obrigações “mais importantes.”

NOSSO CORAÇÃO É SÓ MAIS UM ÓRGÃO
Essas obrigações fazem de nós pessoas fantásticas e plastificadas, cheias de rótulos, marcas e títulos por todos os lados.

Não somos mais nós e sim o que os outros enxergam e esperam de nós.

Vivemos em pé de guerra com o que somos em essência e com aquele sonho que tínhamos quando éramos crianças.

Por isso fazemos a guerra, cultivamos a tristeza e dominamos o amor que, cheio de pesquisas, tentamos entender com a mente e não mais com o coração.

Esse órgão do nosso corpo humano agora é apenas um órgão vital que está ali só para nos preencher e ser comandado pelo nosso “maravilhoso” cérebro automatizado e mecânico.

Já não vivemos mais.

NOSSA SOCIEDADE TEM SOMENTE 20 PESSOAS
É chocante vermos trinta, quarenta, cinqüenta anos de fraquezas expostas sendo colocadas à mostra no leito de morte, quando já não temos mais forças para levantar a voz e fazer aquilo que sempre amamos.

Será ali que nos daremos conta do quão insignificantes fomos para o mundo.

Ou melhor, para a ridícula sociedade a quem acreditamos servir.

Aquelas vinte e poucas pessoas que fazem parte do nosso círculo familiar e de amigos que têm alguma influência na nossa vida.

Pessoas apegadas em partir, apegadas ao ter e não ao fazer e ao ser.

Completamente plastificadas.

TORNE-SE UMA ÁRVORE
Você tem um poder inimaginável dentro de você que vale mais do que qualquer título de qualquer faculdade européia.

Você é muito mais do que essa roupa de marca que veste.

Você é você e só isso já valeu uma vida!

Eu penso que somos um broto de flor congelado no tempo da infância e da adolescência que apenas precisa de água para crescer e levar a beleza da expressão plena dessa vida para o mundo.

Retire os rótulos colados no seu corpo e na sua mente e seja você mesmo.

Crie a sua própria profissão, pague as suas dívidas, dê um passo após o outro, sinta-se caminhando dia após dia e ative os seus talentos congelados na infância para melhorar a sua vida e aumentar o número de pessoas que compõem a sua sociedade.

Experimente ir até um parque e observar as árvores.

Olhe como uma é diferente da outra.

Veja como estão posicionadas.

Preste atenção nos frutos e nas flores que saem delas.

Agora imagine-se uma árvore e veja que você não precisa ficar sobre outra árvore para crescer e nem precisa ficar embaixo.

Você só precisar ser quem você é, uma árvore.

Ficar ao lado de outras árvores e fazer a sua parte.

Assim, junto de outros seres vivos desenvolvidos, dar sombra, flores e frutos para aqueles que chegarem até a sua vida.

Uma árvore.

É apenas isso o que você é.

Como a criança que corria sem medo de cair do patinete.

Desligue o seu despertador, jogue fora sua máscara de playmobil e seja uma árvore.


Conteúdo extra: baixe o livro Como Investir Começando do Zero e aprenda como funciona o mundo do dinheiro (recomendado para pais e filhos).