Warren Buffett disse:

“Se você não consegue controlar suas emoções, você não consegue controlar o seu dinheiro.”

Não é a primeira e nem a última vez que Warren Buffett aponta as emoções como alicerce das nossas decisões financeiras.

Você está determinado a concluir uma importante tarefa no final de semana, mas na sexta-feira à noite seus amigos te pressionam a dar uma passada no bar antes de ir para casa.

Suas emoções fazem você temer ser excluído do grupo e você acaba optando por ir até o bar e tomar uma cervejas.

O papo acaba se prolongando e você chega em casa bem depois da meia-noite.

No dia seguinte, já perto do meio-dia você acorda de ressaca e não consegue tocar no projeto que você queria concluir.

Sábado perdido.

Este é só um exemplo do que acontece quando você não controla as suas emoções e investe mal o seu tempo e o seu dinheiro.

Eu penso que as emoções sempre estão tentando afastar a gente do pensamento do longo prazo para satisfazer desejos de curto prazo.

Você quer emagrecer, mas não quer deixar a oportunidade de comer um brigadeiro hoje.

Você quer juntar dinheiro, mas não quer deixar passar a oportunidade de ir naquele show incrível.

Você quer um amor pra vida toda, mas não quer deixar passar a oportunidade de fazer sexo casual com um estranho.

Se você não controla as suas emoções, você não controla nada na sua vida.

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

CONTEÚDO POR E-MAIL

Digite o seu e-mail abaixo e receba semalmente artigos, vídeos e dicas direto no seu e-mail