• O que faz alguém mais experiente querer ensinar algo para o menos experiente?
  • O que faz um PhD querer ensinar algo para vestibulandos?
  • O que faz um faixa preta querer ensinar algo para um faixa branca?
Outro dia estava tendo aula na academia de jiu jitsu com um professor que já foi cinco vezes campeão mundial.
 
Apesar de simples, a posição não era dominada por nós alunos, levando a várias dúvidas e muitas repetições do movimento.
 
Isso durou uma semana.
 
A mesma posição, sendo ensinada, repetida e treinada várias vezes.
 
O que faz um cara deste nível ensinar aos outros coisas que ele já sabe de cor e que para ele são bem básicas?
 
Vou responder: senso de utilidade.
 
Todos nós sabemos alguma coisa de útil que poderíamos transmitir para as outras pessoas, mas nossa baixo auto-estima insiste em nos fazer acreditar que aquilo que temos não tem utilidade.
 
Acreditamos que aquilo que poderíamos ensinar é básico demais e que não vale à pena ser ensinado.
 
Ignoramos o fato de que ao ensinar aprimoramos aquilo que já temos como o professor cinco vezes campeão mundial do exemplo acima.
 
Todas as vezes que ele ensina a mesma posição todos os dias, ele refina aquilo que ele já sabe, podendo também enxergar aquilo que as outras pessoas fazem de diferente dele.
 
Se você quiser se tornar bom em algo, precisa passar para frente aquilo que você já sabe.
 
Não porque você com isso ajudará os outros, mas porque você acabará ajudando a si próprio, todos os dias, a ser alguém melhor que você era ontem.
Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

CONTEÚDO POR E-MAIL

Digite o seu e-mail abaixo e receba semalmente artigos, vídeos e dicas direto no seu e-mail