Outro dia fui sair de casa de bicicleta com a minha filha.

Nós percebemos que ia chover e por isso resolvemos nos adiantar à chuva.

Corre de cá e arruma de lá, logo estaríamos prontos.

Enquanto eu me arrumava e coordenava a arrumação da minha filha, assistia inquieto as nuvens se aproximando da minha janela.

Negras e pesadas elas avisavam do que estava por vir.

Pegamos o elevador, mas ao chegar ao térreo a chuva começava a cair.

De imediato minha mente começou a ruminar reclamações a respeito da minha filha que havia se enrolado na hora de sair de casa e nos atrasou.

Mas ao mesmo tempo, no contrafluxo dessa tempestade mental que buscava culpar a minha filha por causa da queda da chuva, veio na minha mente a seguinte frase:

“Algumas coisas estão sob nosso controle, outras não.” ~ Epicteto

Como eu poderia culpar a mim ou a alguém por algo que ela não tem o menor controle?

Você já se deparou com uma situação onde se revoltou contra algo ou alguém que você não tinha qualquer controle?

  • Pode ser um trânsito ruim.
  • Um eletrodoméstico quebrado.
  • Falta de energia elétrica.
  • Pessoas que não se comportaram da maneira como você achava correto.

Enfim…

Boa parte da doença mental que causa violência está relacionada a não sabermos distinguir entre o que é nosso e o que é do mundo.

Você sabia que até mesmo as coisas que acontecem com o nosso corpo estão fora do nosso controle?

Nós podemos ter uma boa alimentação, conduzir uma vida regrada praticando exercícios, mas não conseguimos controlar as doenças trazidas pelo nosso DNA ou um vírus que ronda o ambiente.

Da mesma forma, você sabia que não somos donos da nossa reputação?

Nós podemos agir da maneira mais correta sob o nosso entendimento, mas quem vai atribuir a nós uma boa reputação é o mundo. Ponto. E nós não controlamos o mundo.

Eu desejo que da próxima vez que uma tempestade se aproximar da sua vida, não culpe nada nem ninguém.

É só uma tempestade.

Vai cair e vai passar.

“Acusar os outros pelos próprios infortúnios é um sinal de falta de educação; acusar-se a si mesmo mostra que a educação começou; não acusar nem a si mesmo nem aos outros mostra que a educação está completa.” ~ Epicteto

Praticante de jiu jitsu, apaixonado por filosofia, escritor, coach, palestrante e um impulsionador de pessoas. Desde 2008 mantém este projeto no ar para ajudar pessoas a superar seus medos e suas crenças e se tornarem elas mesmas. Saiba mais sobre Marcos Rezende.

CONTEÚDO POR E-MAIL

Digite o seu e-mail abaixo e receba semalmente artigos, vídeos e dicas direto no seu e-mail