Viver o agora?

Você vive o agora?

  • A vida é o hoje.
  • A vida está neste momento.
  • Passado e futuro são ilusões.

Esse é o mantra da geração que amadurece tarde, preocupa-se somente com a sua própria felicidade ao mesmo tempo que reclama das regras do mundo.

É um mantra adolescente.

  • De quem ainda não tem estabilidade financeira porque investiu os primeiros anos da sua vida adulta no seu agora.
  • De quem chegou aos 40 sem saber o que fazer da vida porque lá atrás baseou todas as suas escolhas no ganho rápido.
  • De quem não teve maturidade para construir um relacionamento profundo e duradouro porque algo aqui e ali incomodava a sua felicidade.

E eu me incluo em tudo isso.

Com a minha idade meus pais já haviam construído duas casas, passado por planos econômicos terríveis, desemprego, enchentes e problemas em família diversos.

Provavelmente seus pais também.

Hoje, amadurecemos mais tarde.

Aos 40, 50, 60 ou nunca.

Cultuando o agora, desperdiçamos boas oportunidades de participar de processos.

É alguém incomodar, alguma coisa acontecer ou o vento soprar diferente que abandonamos o processo que estávamos construindo para ir atrás de novas oportunidades de ser feliz e viver o agora.

Não estou sugerindo que você passe a se dedicar totalmente ao seu trabalho para construir um futuro próspero enquanto deixa de lado a sua família e as pessoas que ama.

Assim como também não estou sugerindo que você abandone a sua vida profissional para passar dias maravilhosos com a sua família na praia sem nenhum ofício.

Amadurecer é a capacidade de viver o presente ao mesmo tempo em que se carrega o passado para o futuro sem se perder da sua própria ética e moral.

Porque se não for assim, lá no futuro, enquanto estivermos vivendo o agora daquela época, não haverá nenhuma bagagem e ninguém querido para passar conosco nossos últimos instantes de futuro.

Só sobrará arrependimento, saudosismo e esperança.