Como fazer a conversão de leads?

Trabalhar a Conversão de leads está entre as etapas mais importantes de todo o marketing digital. Afinal, o relacionamento que a marca e o cliente constroem é caracterizado por processos coordenados.

Cada processo faz parte da chamada jornada do cliente pelo funil de vendas. As estratégias adotadas dependem de fatores como:

  • Dados cedidos pelo lead;
  • Pesquisas realizadas no site da empresa;
  • Produtos abandonados no carrinho;
  • Interesses do lead.

Se você tem interesse em ter acesso a informações mais aprofundadas sobre a conversão de leads, confira o texto a seguir.

Aqui, você vai encontrar detalhes a respeito do funil de vendas, o que caracteriza a conversão de leads e como ela deve ser feita, acompanhe!

Conheça o funil de vendas

O funil de vendas é o modelo que detalha a jornada do cliente, desde o primeiro contato com a Fabrica de pingadeira de concreto.

Esse conceito serve para dar apoio às estratégias das equipes de marketing e vendas de um negócio.

O aumento da taxa de conversão depende da sincronia das ações de ambas equipes.

Conheça as três partes do funil de vendas (topo do funil, meio do funil e fundo do funil) e comece a traçar planos de ação mais assertivos para vender bomba Sodramar.

  1. Topo do funil

A parte inicial corresponde ao momento em que o usuário da internet é despertado pela necessidade de resolver um problema.

Então, ele toma conhecimento de uma empresa, normalmente por meio de pesquisas no Google e outros mecanismos de busca.

O relacionamento se inicia aí. No topo do funil, o papel da empresa é fornecer informações pertinentes sobre o produto ou o serviço que é oferecido.

Por exemplo: a prestadora de serviços deve enviar material explicando como funciona o conserto de balança eletrônica aos interessados.

No processo, tenha a garantia de que os visitantes irão ceder dados de contato. Nome, localização e e-mail são muito úteis para dar sequência às táticas de marketing digital.

  1. Meio do funil

No meio do funil os atendentes já passam a se comunicar com leads. A decisão de compra ainda não está totalmente amadurecida.

Então, é preciso continuar enviando material personalizado. O objetivo central deve ser sanar todas as dúvidas que os leads possam ter, especialmente a respeito da necessidade e eficiência da calandra valor para eles.

  1. Fundo do funil

Por fim, o fundo do funil é a etapa em que os leads estão informados o suficiente para completarem a compra.

Esse é o grande objetivo de qualquer empresa. Alcançá-lo com frequência é sinal de que os negócios vão muito bem.

A conversão está diretamente ligada ao nível de qualificação do lead. Ou seja, quanto mais dados ele tiver, maiores são as chances de ele se tornar um cliente.

Saiba como converter leads

Chegamos, então, ao ponto central do texto: a conversão de leads. O tópico sobre as etapas do funil de vendas já deu conta da dinâmica de venda no ambiente virtual.

É interessante começar destacando que existem, pelo menos, dois tipos de lead: o Marketing Qualified Lead (MQL) e o Sales Qualified Lead (SQL).

O MQL é aquele que está convencido de que uma determinada empresa é a opção ideal para fazer a montagem de placas eletrônicas.

Ele se transforma em SQL quando recebe uma proposta de negócio relacionada ao produto ou serviço que está pesquisando. O ponto final é a transição de SQL para cliente.

Ao longo de todo esse processo, as estratégias de inbound marketing (marketing de atração) são os fios condutores.

O inbound marketing corresponde aos métodos utilizados para chamar a atenção de visitantes, como:

  • Técnicas de SEO;
  • Marketing de conteúdo;
  • E-mail marketing;
  • Atendimento automatizado.

Esses e outros tipos de estratégias são vitais para manter o visitante engajado e mais propenso a fechar negócio com a prestadora de serviços de alpinista industrial nível 3, por exemplo.

Continue a leitura para saber exatamente como fazer a conversão de leads, a partir dos princípios do inbound marketing.

Confira estratégias para a conversão de leads

Para finalizar, trazemos dicas muito importantes para aumentar a taxa de conversão do seu negócio.

É importante ressaltar que a taxa de conversão deve ser monitorada com frequência. Assim, é possível se preparar para cenários adversos com mais agilidade.

  1. Cuide da otimização de SEO

As regras de SEO servem para aumentar a relevância de posts e anúncios veiculados diretamente na web.

Quando elas são seguidas com qualidade, o conteúdo sobre solda fria para bloco de motor passa a ter uma posição mais alta nos mecanismos de busca.

Entre as estratégias de otimização de SEO, vale citar o uso de palavras-chaves, a redação de meta descrições e de textos alternativos para imagens.

São elementos aparentemente pequenos que contribuem para que o Google rastreie o conteúdo como mais relevante e, assim, posicioná-lo entre os primeiros resultados para determinadas pesquisas.

  1. Seja criativo

O objetivo é garantir que uma grande parcela de usuários clique no resultado sobre cantoneira galvanizada perfurada. Para isso, vai ser preciso ir além de parâmetros técnicos.

As pessoas gostam de consumir materiais que trazem informações novas de um jeito interessante.

Seja criativo! Desde o título da postagem até as imagens e vídeos contidos nela, saiba despertar a curiosidade dos visitantes.

O tempo que eles passam no seu site é determinante para que progridam dentro do funil de vendas e, então, se transformem em clientes.

  1. Invista em ferramentas de captação

Tão importante quanto informar os leads é desenvolver as ferramentas certas para a captação de dados deles.

Elementos como landing pages, janelas pop-ups e formulários são essenciais para incentivar cada visitante a ceder as informações necessárias.

Essas ferramentas devem funcionar a partir de uma sinergia perfeita entre estratégias de texto e de design para serem suficientemente atrativas.

Os textos atrelados a landing pages, por exemplo, devem conter CTAs eficientes para que os clientes em potencial sejam convencidos a fornecer o que está sendo solicitado.

O design das páginas também exerce um papel fundamental. Por isso, procure combinar cores que tenham relação com a identidade visual da marca.

Cuide da hierarquia de informações para que tudo fique bastante claro, sem espaço para dúvidas e ambiguidades.

  1. Faça testes

Nem sempre as estratégias aplicadas irão dar certo na primeira vez. Na verdade, é muito comum e até mesmo recomendável testá-las.

Existe a possibilidade de testar diferentes tipos de landing pages. Assim, a equipe encarregada pode avaliar o impacto de cada uma e realizar as modificações que são necessárias.

A conversão de leads é um processo longo e cheio de detalhes. Então, não se furte de ter certeza de que aquela janela pop-up ou aquele formulário são os melhores para alcançar os resultados previstos.

  1. Acompanhe a jornada do cliente

A partir do momento que o visitante entra no site da empresa, ela deve ter tecnologias à disposição para monitorar o comportamento dele.

As pesquisas feitas, os produtos visitados e aqueles que são colocados no carrinho fornecem insights muito importantes para que a conversão seja realizada.

Isso ocorre especialmente no fundo do funil, onde o lead entra em contato com um atendente pela primeira vez.

As estratégias a serem aplicadas dependem diretamente do reconhecimento das preferências, interesses e necessidades de cada usuário. Por isso, demandam agilidade e instantaneidade.

  1. Aposte em e-mail marketing

Em termos de envio de conteúdo segmentado, o e-mail é um dos canais de comunicação mais indicados.

Ele proporciona mais proximidade e especificidade. É possível trabalhar com envios automatizados, com periodicidade definida a partir da estratégia adotada pela empresa.

Um exemplo clássico da importância do e-mail marketing é o envio de mensagens alertando um lead sobre produtos abandonados no carrinho.

São mensagens pontuais que fazem o cliente em potencial reconsiderar as opções de negócio. Além de transmitirem confiança e credibilidade.

Só tome o cuidado de não soar invasivo, nem exagerar no volume de e-mails enviados para a base de leads.

  1. Defina as métricas

Fazer o acompanhamento da jornada do cliente exige escolher quais serão as métricas a serem analisadas.

O custo de aquisição de clientes, o custo por lead e a taxa de conversão são exemplos de métricas adequadas para isso.

Pesquise quais são os dados mais convenientes para mensurar as estratégias de conversão da empresa e empregue-as sistematicamente.

Esses dados vão dar mais segurança e assertividade para a atuação dos colaboradores e, como consequência, a conversão de leads vai ser aprimorada.

Considerações finais

Se você chegou até aqui, acaba de aprender os pontos principais da conversão de leads, elemento primordial do marketing digital.

Use as informações disponibilizadas para se alçar a um patamar de destaque no mercado virtual.

Acima de tudo, trabalhe para ter as condições de estruturar uma base de clientes fiéis e assíduos. Quem tem audiência cativa é sempre relevante. Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Insistimento Portal de Notícias